• House Criação

A importância da identidade visual para franquias de alimentação

Como muitos sabem, identidade visual é muito mais do que apenas um logo. Também conhecida como sistema de identidade de marca, a identidade visual compreende o conjunto de elementos visuais e gráficos de determinada empresa, como suas cores, fontes, arquitetura, uniformes, materiais gráficos em geral e também o logotipo. Na medida em que todos esses elementos comunicam uma mesma mensagem, de forma consistente e coerente, a lembrança de determinada marca se potencializa, pois os públicos de interesse terão mais facilidade de assimilar e identificar determinado negócio no meio de tantos outros. Além disso, a identidade visual possui o poder de criar as primeiras impressões de um negócio, transmitindo certos atributos e características, como preço, público-alvo e segmento de atuação. Se uma loja de motos se parecer com uma pastelaria, ou uma marca focada no público de baixa renda transmitir uma imagem de elitismo e luxo, provavelmente essas empresas terão desafios para construir suas marcas.


Quando falamos sobre franquias, sobretudo de empresas de alimentação, a atenção à identidade visual se torna ainda mais importante. Diante de um mercado tão saturado de informações e novas marcas, uma identidade exclusiva e bem trabalhada poderá ajudar empresas a se posicionarem de maneira mais assertiva na mente dos seus potenciais clientes. Pensar em franquia é pensar em padronização: padronização dos processos, padronização dos produtos, do atendimento e, como não poderia ficar de fora, padronização na identidade visual da marca. Cardápios, banners, uniformes, design de interior, materiais para TVs, mídias impressas, redes sociais, sites, fotos, embalagens para delivery, manuais de franquia... a lista é grande, e manter um padrão coerente nem sempre é tarefa simples, por isso é fundamental que a empresa saiba exatamente como e de que forma deve se comunicar visualmente. Os manuais de aplicação de marca podem ajudar nisso, servindo como guia para direcionar toda a produção gráfica de uma empresa.


Mas antes de pensarmos em como sua marca deve ser representada visualmente, é importante que compreendamos uma coisa: a identidade visual precisa refletir a identidade do negócio, o posicionamento pretendido e a visão estratégica da empresa. Se esses pontos não forem bem claros e relevantes, o desenvolvimento da identidade visual será meramente uma tarefa artística e criativa, e não estratégica, e isso pode ser um grande problema. Empresas que acreditam que um logo, ou uma identidade visual são elementos suficientes para o sucesso de um negócio, se enganam profundamente. O posicionamento do negócio é o que guiará a criação da identidade visual, e não apenas o gosto do cliente ou o padrão já existente no mercado.


Para que os conceitos fiquem mais claros, quero te apresentar um cliente nosso, o Texas West Burger.


Texas West Burger é uma franquia de hamburguerias com mais de sete unidades em Minas Gerais e Rio de Janeiro. Tivemos a oportunidade de atuar na construção da marca desde o início, e o posicionamento pretendido sempre foi claro: ser uma hamburgueria jovem, divertida e com tom desafiador, oferecendo produtos com qualidade e aparência diferentes do mercado. A partir desse direcionamento, conseguimos construir uma identidade visual sólida ao longo dos últimos 5 anos, trazendo uma unificação entre todos os elementos da marca, de modo que, seja nas redes sociais ou na lojas, a experiência visual fosse a mesma. Mas isso só foi possível por conta de um alinhamento claro entre posicionamento de negócio e gestão da identidade visual ao longo do tempo.


Caminhando para o fim desse artigo, gostaria de pontuar uma coisa: assim como a identidade visual é uma atividade estratégica (e não apenas criativa), ela também deve ser gerida (e não apenas criada). E por gerir, falo sobre constantemente analisar se a comunicação pretendida da marca está alinhada com a estética, bem como se todos os pontos de contato estão alinhados entre si. Vale dizer também que, de tempos em tempos, pode ser importante fazer ajustes nos padrões visuais da empresa, para que haja um alinhamento cultural e contemporâneo do negócio com relação à sociedade, como é o caso de grandes empresas como Warner, Burger King, Nubank, entre outras, que há pouco tempo fizeram ajustes em seus sistemas de identidade de marca de forma estratégica.


Marcas fortes são aquelas que possuem uma consistência em sua identidade ao longo dos anos, mas que também sabem se ajustar ao tempo presente e às realidades locais, para que sempre se mantenham relevantes no mercado.


E sua empresa, como está? Caso precise de uma ajuda na construção/gestão da identidade visual, conte com a House.


Nós criamos marcas fortes!