Branding

Que tipo de gente sua marca vai ser? O papel da personificação na criação e no fortalecimento de marcas

Postado por
Pablo Rosa
Tempo de leitura: 4 minutos

“Pumba, você é o único amigo que já tive”, disse Timão, o suricato, ao seu companheiro javali. Espera! Que história é essa de suricatos e javalis, esse não é um artigo sobre branding? Sim, mas não se preocupe, já já você vai entender. A citação de Timão é apenas uma provocação com o intuito de despertar sua atenção para o tema central desse texto: a personificação. Afinal de contas, do que se trata? Por que isso importa no universo das marcas? Leia até o fim para descobrir a resposta a esse e a outros questionamentos.

Pois bem, você já ouviu falar de figura de linguagem? Caso não se lembre das aulas de português do ensino fundamental, segue um breve resumo: uma figura de linguagem, de modo geral, serve como recurso para tornar a comunicação mais enfática e bela. A personificação não foge à regra! Sem ela, não seria possível construir narrativas fabulosas e atraentes como O Rei Leão, nas quais animais falam e se comportam como seres humanos. A essa altura, você já deve estar bem próximo de conceber uma boa definição a respeito do que estamos falando. Sim, a estrela desse artigo é uma ferramenta linguística de estilo que confere atributos humanos a seres não humanos, reais ou imaginários. 

Tendo isso em mente, gostaria de fazer a seguinte pergunta: se suricatos podem falar, por que a sua marca não falaria? Podemos ir além e levantar as seguintes interrogações: por que a sua marca não pode escolher uma roupa, sair por aí, conversar com pessoas, frequentar lugares, postar fotos nas redes sociais e se comportar de uma forma bem própria? Por que não dizer de uma forma bem HUMANA? A resposta é bem simples, não há qualquer impedimento para que isso aconteça, desde que você esteja disposto a trilhar o maravilhoso caminho da personificação. 

Como, então, um elemento de identificação de um negócio pode ganhar vida e se relacionar? Acreditamos que esse processo passa por 3 etapas fundamentais e se desenvolve em inúmeras e complexas especificidades. 


Etapa número 1: uma marca viva tem um rosto e um estilo       

Assim como as pessoas têm rostos únicos e estilos diferenciados, no processo de personificação, as marcas também ganham essas características. E como isso funciona na prática? Você já deve ter ouvido falar do termo “identidade visual”, ele faz referência a todo o conjunto visual que delimita a expressão estética de uma marca. Nesse escopo, encontramos um logotipo exclusivo, paleta de cores específica, elementos gráficos e tipográficos próprios. Poderíamos dizer que o logotipo é a face da marca e que todos os demais itens compõem o seu guarda-roupas.  

Etapa número 2: uma marca viva se expressa numa linguagem própria    

É bem óbvio que toda pessoa tem um idioma natal e por vezes domina a capacidade de se comunicar em outras línguas. Além disso, cada um detém um arcabouço de expressões linguísticas próprias de determinados contextos culturais e um perfil particular de fala. Do mesmo modo, as marcas devem apresentar todas essas peculiaridades bem definidas e organizadas num conjunto de direcionamentos denominado “identidade verbal”.         

Etapa número 3: uma marca viva tem um caráter        

Todo mundo já encontrou e ainda encontra em inúmeros sites de empresas o seguinte grupo de informações: visão, missão e valores. Essa ordenação e formalização de princípios se deve única e exclusivamente à necessidade que as marcas têm de se posicionar diante da sociedade. Esse é um aspecto muito delicado para a vida de um negócio, num ambiente de polarização de ideários político-sociais, prudência é a palavra chave. As bandeiras as quais sua marca se associa podem até mesmo arruinar o seu empreendimento.

Portanto, se você pretende construir uma marca forte, lembre-se: ela precisa ser como gente, com estilo, trejeitos e atributos morais próprios. Que tipo de gente sua marca vai ser? 

///

Não deixe de compartilhar esse conteúdo com pessoas que possuem ou trabalham com marcas. A ideia desse espaço é fornecer conhecimento relevante para que profissionais de comunicação e empreendedores possam aperfeiçoar suas habilidades. Até breve!


TEMOS MAIS PRA VOCÊ

Outros posts

Branding
Amor líquido, ódio sólido. O novo consumidor e sua relação com as marcas
Leia mais
Branding
Marcas em crise
Leia mais
Inspiração
5 dicas para você #FOCAR no seu trabalho em home office
Leia mais